10 Dicas para escolher um médico veterinário

Por

1.   Certifique-se de que ele tem carteira do CRMV, isto é, de que está registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária da região onde trabalha.

2.   Verifique se ele trabalha numa clínica também registrada no Conselho. Isso é uma garantia de que o estabelecimento tem os recursos – em termos de instalações e equipamentos – necessários para um bom atendimento.

3.   Nunca leve seu animal para ser atendido em balcão de loja de venda de produtos. Isso é proibido por lei porque é muito arriscado.

4.   Desconfie do “profissional” que atende de graça. Poderá ser um charlatão querendo vender alguma coisa ou aprender à custa do seu animal. Se for o caso, denuncie ao CRMV da sua região.

5.   Não procure diretamente um especialista (radiologista, oftalmologista, odontologista, etc.) sem antes levar seu animal a um consultório para ser examinado por um clínico. Caberá a ele, se e quando for o caso, indicar o especialista.

6.   Se o seu animal precisar ser submetido a uma cirurgia com anestesia geral, dê preferência a um veterinário que opere com o auxílio de um colega anestesista.

7.   Muito cuidado quando o médico veterinário der uma primeira consulta por telefone sem nunca ter examinado seu animal. Isso é muito arriscado e nada recomendável.

8.   Para tratar do seu cão ou gato, sempre que possível, dê preferência a um veterinário clínico de pequenos animais do que um que preste atendimento também a animais de produção (bovinos, caprinos, ovinos, cavalos, suínos, etc.).

9.   Não acredite em soluções milagrosas, em poções mágicas, em tratamentos “especiais”, mesmo naqueles que “já deram certo” para o cão ou gato do seu conhecido. A medicina veterinária é uma ciência complexa que, diferentemente do que acontece com a medicina humana, lida com diversas espécies diferentes. A pesquisa no campo da medicina veterinária está muito desenvolvida e é muito dinâmica nos campos da clínica, da cirurgia, da reprodução, da genética, das células-tronco, da nutrição, da farmacologia, do diagnóstico por imagem e em muitos outros inclusive nos que cuidam da inspeção de produtos de origem animal e da saúde pública, incluindo as zoonoses, que são as doenças de animais transmissíveis ao homem, e vice-versa.

Desconfie do veterinário que desqualifica um seu colega. Isso é falta de ética e é inaceitável. Ele é passível de ser processado pelo CRMV.

2018-05-08T11:36:52+00:00