Asbia prevê crescimento do mercado genético

Por

Retomada do crescimento do mercado de material genético bovino e o aumento do número de associados. Essas são as expectativas da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia) e também do presidente da entidade, Sérgio Saud, para o ano de 2018. De acordo com o relatório semestral Index ASBIA 2017, houve um crescimento nas vendas internas (+7,6%) e nas exportações de sêmen (+60,4%) no primeiro semestre do ano. Além disso, a entidade, que angariou mais duas novas empresas associadas no ano passado, terminou 2017 com um total de 27 sócios.

“O fortalecimento do quadro de associados da entidade acontece em um momento importante, pois a expectativa é de melhora do mercado de genética em 2018”, avalia Saud. Segundo ele, a tendência é que o mercado de genética de corte mantenha o crescimento com a retomada dos investimentos em cruzamento industrial, com utilização de sêmen de Angus e de outras raças taurinas, além do uso da técnica de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF). O presidente da Asbia também prevê uma melhora no mercado de genética leiteira. “A expectativa é que o ritmo de recuperação observado no primeiro semestre de 2017 seja mantido.”

2018-03-25T03:23:25+00:00