Cão obeso

Por

Cerca de 40% dos cães levados à clínica veterinária sofrem de obesidade. Esta costuma afetar mais as fêmeas do que os machos, e certas raças mais do que outras, como por exemplo, Labrador, Rottweiller, Beagle e Basset Hound – ensina a médica veterinária Marilia Russi de Carvalho.

Segundo ela, os numerosos séculos de domesticação permitiram ao cão desfrutar de bons pratos de comida, mas também compartilhar os nossos maus hábitos.

A principal causa da obesidade dos cães é o excesso de alimentação e o desbalanceamento energético, ou seja, o cão ingere mais energia do que gasta. Ele come muito e exercita-se pouco.

Cão que não faz exercício porque não tem oportunidade ou porque é preguiçoso não deve receber muita comida. E não deve ser alimentado com comida de gente, por mais saudável que ela seja, mas sim unicamente com ração de boa qualidade e adequada para a idade do animal.

A gordura em excesso deforma o físico pelo depósito exagerado de tecido adiposo em determinadas regiões do corpo.

“Um cão em estado normal” – afirma a veterinária Marília Carvalho –“tem suas costelas visíveis quando se movimenta, e elas são fáceis de apalpar”.

Disfunções hormonais também podem causar obesidade assim como o estresse por falta de atividade ou depressão. Como acontece na espécie humana, os deprimidos têm tendência a comer muito como forma de compensação para seu sofrimento.

A médica veterinária aponta as conseqüências imediatas da obesidade do cão: diminuição da resistência, contornos corporais pouco harmoniosos e as complicações, como: (1) transtornos no aparelho locomotor; (2) dificuldades cardiopulmonares; (3) problemas das funções reprodutivas; (4) predisposição à diabete; (5) predisposição para as doenças infecciosas e da pele, e (6) alto risco cirúrgico.

Solução

1. Usar ração de boa qualidade e respeitar as recomendações do fabricante.

2. Estimular o cão a fazer exercícios diários, como: caminhar, correr e brincar.

3. Dar três refeições por dia e não toda a ração numa refeição única.

4. Evitar os petiscos, que só deverão ser usados como compensação nos períodos de adestramento.

2018-05-02T13:35:06+00:00