Clydesdale o cavalo da Budweiser

Por


Resumo

O Clydesdale é uma raça de cavalo de tração pesada, desenvolvida no início do século XIX pelos agricultores no Lanarkshire, condado escocês  banhado pelo rio Clydesdale, daí o nome da raça. Ele foi criado para atender não só as necessidades agrícolas dos produtores locais, mas também as necessidades do comércio para as minas de carvão de Lanarkshire e para todos os tipos de transporte pesado nas ruas de Glasgow.

Devido à sua boa reputação, o uso da raça logo se espalhou por toda a Escócia e norte da Inglaterra.

Abstract

Clydesdale is a draft horse, developed at the beginning of the XIX century by farmers of Lanarkshire, a Scottish county bathed by the River Clydesdale, hence the name of the breed. It was created not only to meet the needs to local farmers, but also to meet commercial the needs of the coal mines of Lanarkshire and all kinds of heavy transportation on the streets of Glasgow.

Due to its good reputation, the breed became widely used all over Scotland and Northern England.


Cavalos pesados foram originalmente desenvolvidos para uso na guerra, para levar cavaleiros com armaduras pesadas e armamentos pesados para a batalha. Eles finalmente produziram um poderoso cavalo com um longo passo e um casco de tamanho considerável, perfeito para trabalhar nos solos moles da Escócia.

No final do século XIX, a popularidade da raça Clydesdale cresceu levando a um grande número de exportações para os países da comunidade britânica da Austrália, Nova Zelândia e Canadá, e, para os Estados Unidos.

Cavalos da raça pesada Clydesdale

Hoje, o Clydesdale é a única raça originária da Escócia e ainda é um dos favoritos em todas as nações mencionadas.

A raça Clydesdale viu ressurgimento da popularidade na última parte do século XX. Embora substituídos pelo trator na maioria das fazendas, este cavalo amado ainda trabalha na agricultura e silvicultura, onde os tratores são incapazes ou não desejados.

 Características

Três palavras – “força, agilidade e docilidade” – definem as principais características da Clydesdale.

Inteligência e vontade fazem do Clydesdale um parceiro bem-vindo ao trabalho ou lazer.

Uma das maneiras de se distinguir este cavalo de tração dos demais está na pelagem: o Clydesdale possui manchas brancas pelo corpo, sobretudo na cara e nos membros inferiores. Em movimento, sua ação é larga e compassada: quem observar por trás verá a sola das patas, bem elevadas em ação.

As características gerais são comuns aos animais de tiro: pescoço forte e arqueado, cernelha alta, conjunto dorso/anca curto, espádua quase vertical e membros anteriores diretamente sob os ombros. Os ossos são largos e poderosos, a musculatura compacta e potente.

Distintamente possuem pelos grandes e sedosos que vão dos joelhos e jarretes até a coroa dos cascos, chamando a atenção para a elegante elevação das patas ao trote. Seu curvilhão é aberto, o que na raça não é considerado como defeito.

As pelagens mais comuns na raça são: a zaina, a castanha, a negra e raramente a alazã e a tordilha. O branco é visto nas faces e pernas e frequentemente no corpo. O julgamento não discrimina a pelagem com traços de ruã ou rosilha, sendo considerados também dentro do padrão.

A altura média varia de 1,70 a 1,85m. Peso médio entre 850 e 1000 kg. Garanhões formados ou castrados podem chegar ao peso acima dos 1000 kg. O Clydesdale é uma das principais raças que integraram a formação do Campolina.

Os maiores criadores

Atualmente estima-se que existam 5.000 animais da raça em todo o mundo,     com cerca de 4.000 nos EUA e Canadá, 800 no Reino Unido e o restante em outros países, incluindo Brasil, Rússia, Japão, Alemanha e África do Sul.

O Haras Bandeirantes, criador de raças de tração pesada, como o Bretão e o Percheron, foi o pioneiro na importação dos Clydesdales para fins de reprodução na América do Sul. No ano de 2009 foram adquiridos os primeiros 7 animais, sendo 2 garanhões e 5 matrizes. Foram trazidos animais dos melhores criatórios dos Estados Unidos e Canadá, de pelagens castanha e negra, que após fazerem quarentena em Miami, embarcaram de avião com destino a São Paulo. De São Paulo ao Rio o trajeto foi feito de caminhão.

Baias do Haras Bandeirantes, produtor de cavalos pesados da raça Clydesdale

Após um ano de adaptação dos primeiros animais, o esquema de reprodução foi iniciado, e mais 7 animais foram adquiridos, 2 machos e 5 fêmeas.

Hoje, o Haras Bandeirantes conta em seu plantel com 20 animais da raça, utilizados nas carruagens, e nas apresentações de adestramento realizadas em feiras agropecuárias no Estado, além da reprodução.

Galope de um potro da raça Clydesdale. Foto: Budweiser

Principais aplicações

É um animal muito ativo, inteligente e estiloso. Serve para executar serviços pesados, como arado, bem como para realizar apresentações, como desfiles de rua ou para montaria, adestramento e para a equitação terapêutica.

Devido à solidez de seus cascos, ele é utilizado até hoje em tração pesada urbana. A raça é o símbolo da cervejaria Budweiser, aparece em vários comerciais da marca e desfila em vários parques de Orlando. Por lá são chamados de Budweiser Clydesdales.

Carroça da Budweiser tracionada por cavalos Clydesdale. Foto: Budweiser

Antiga caneca da cerveja Budweiser

Razões da  Budweiser

Os Clydesdales são os garotos-propaganda da cervejaria Budweiser. Os Budweiser Clydesdales como são conhecidos, são um grupo de cavalos Clydesdale usados para promoções e comerciais pela Anheuser-Busch Brewing Company. São seis equipes, cinco viajam ao redor dos Estados Unidos e uma que permanece em sua residência oficial na sede da empresa, na cervejaria Anheuser-Busch complexo, em St. Louis, Missouri, onde estão alojados em um estábulo construído em 1885. As equipes são compostas por oito cavalos conduzidos de uma só vez, mas 10 cavalos estão em cada equipe para fornecer suplentes para o engate, quando necessário. Clydesdales variados também são usados como atores em comerciais de televisão para a cerveja Budweiser, particularmente em anúncios do Super Bowl.

2018-01-25T13:33:52+00:00