Escovação dos dentes do cão

Por

É mesmo necessário escovar os dentes do cão?  Quando ele só come ração seca, menos, mas sempre será.

O problema é que não é tarefa fácil, mas que exige paciência e treinamento, tanto do dono como do cão.

E os canídeos silvestres, como o lobo europeu, o nosso lobo guará e muitos outros, que, evidentemente, nunca escovaram os dentes, como sobrevivem?

Em primeiro lugar, de modo geral, os animais silvestres vivem menos do que os domésticos quando bem tratados. Em segundo, os silvestres alimentam-se de forma diferente. Eles comem a caça inteira, estraçalhando os ossos, mastigando o pelo e muita matéria rica em fibras. Como vivem menos e em condições totalmente diferentes, na maioria dos casos nem dá tempo para o acúmulo de tártaro que é o problema maior da falta de escovação dos dentes do cão doméstico. E o acúmulo de tártaro facilita o aparecimento de diversas doenças como gengivite, que, por sua vez pode disseminar bactérias por todo o organismo causando uma série de problemas que produzem sofrimento e encurtam a vida do cão.

Para tornar o trabalho mais fácil, caso você mesmo queira aprender sozinho, em vez de levar o animal ao consultório de um veterinário, é bom começar quando o cão é ainda jovem. Em vez de escova, o melhor é começar esfregando seu dedo indicador nos dentes e na gengiva do animal, umas três vezes por dia, durante poucos minutos, sem algodão, desinfetante ou pasta. Só para você e ele se habituarem. Depois que ele estiver acostumado ou ao menos conformado com essa sua “intromissão”, o que deverá durar alguns dias, passe para a segunda fase que consiste em enrolar um pouco de gaze no dedo. Provavelmente, seu amigo irá estranhar a textura da gaze que não é lisa como o seu dedo. Dias depois, chegará a hora da verdade. Molhe a gaze com um antisséptico aprovado para uso oral em animais e esfregue nas gengivas e nos dentes. Aí a porca poderá torcer o rabo! É que a sensibilidade dos cães é muito grande e ele poderá estranhar. Insista.

Um bom truque é limpar os dentes e em seguida levá-lo para passear. Você certamente se lembra da história do Pavlov e do reflexo condicionado. Seu melhor amigo vai acabar ansioso para limpar os dentes porque logo depois irá para a rua contente da vida. E fará sucesso com a boca limpa!

2018-06-12T12:42:33+00:00