ITAL desenvolve requeijão enriquecido com farinha da casca do maracujá

Por

O pãozinho com requeijão, no café da manhã, poderá ser mais saudável, graças à tecnologia inédita desenvolvida pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do estado de São Paulo, que produziu um requeijão com 50% menos gordura e baixo teor de lactose (açúcar presente no leite). O produto é enriquecido com farinha da casca do maracujá, o que o torna rico em fibras, melhorando o funcionamento intestinal e proporcionando maior saciedade aos consumidores.

O ITAL integra a Rede Passitec, coordenada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), que tem o objetivo de desenvolver produtos com a farinha da casca de maracujá, proporcionando maior geração de renda aos agricultores da região do Cerrado brasileiro.

2018-03-25T03:17:19+00:00