Lêmure

Por

Os lêmures só são encontrados em Madagascar e em outras ilhas vizinhas, como as Comores. São parecidos com os macacos e existem inúmeras espécies diferentes podendo pesar desde ínfimas 30 gramas até 10 quilos. As maiores espécies extintas chegavam a pesar 250 quilos. As espécies menores têm hábitos noturnos e as maiores são diurnas. Os menores comem frutos, folhas, insetos, pequenos animais vertebrados, néctar e ovos roubados dos ninhos. As espécies maiores são principalmente herbívoras, mas também comem insetos.

Os lêmures têm dedos polegares oponíveis, mas a cauda não é preênsil, ou seja, não é capaz de se enroscar nos galhos. Eles têm unhas e não garras.

Embora sejam primatas, os lêmures vivem numa sociedade matriarcal.

O lêmure da cauda anelada, conhecido popularmente como “mococo”, adapta-se bem ao cativeiro reproduzindo-se normalmente. São muito alegres e brincalhões e adoram receber carinho do dono.

Como sua carne é considerada (por alguns!) saborosa, são muito caçados.

Os lêmures têm parentesco com os macacos e com os antepassados do homem.

Diferentemente de muitas outras espécies, o mococo tem hábitos diurnos. Sua cauda -toda anelada- o diferencia dos outros.

Quando sentam, ficam eretos. A fêmea, na maioria dos casos, pare dois filhotes que permanecem agarrados à mãe enquanto ela pula para lá e para cá. Só ficam independentes aos seis meses.

2018-06-12T13:16:31+00:00