Lendas do Gato Preto

Por

Há séculos circulam histórias, lendas e superstições sobre o Gato Preto, ou seja, sobre qualquer gato comum de pelagem negra.

Na Idade Média achavam que eles eram bruxas em forma de animal e por isso cruzar com um na rua era sinal de mal agouro. Já em outras civilizações os gatos dessa cor são reverenciados porque trariam a boa sorte.

Na antiga Pérsia, acreditava-se que o gato preto encerrava um espírito amigo criado exclusivamente para fazer companhia às pessoas durante sua curta passagem pela Terra. Maltratar um gato significava maltratar a si mesmo.

Na Idade Média todos acreditavam que o gato preto trazia má sorte porque a sua cor estava associada à escuridão e à magia negra. Eles eram associados às feiticeiras,

Na obscura e trágica época da Inquisição, na Igreja Católica, durante o século XV, o Papa Inocêncio VII incluiu os gatos pretos na lista dos hereges que deveriam ser perseguidos e mortos nas fogueiras em companhia das pessoas acusadas de bruxaria.

Durante o século XVI, na Inglaterra, houve um aumento da população de gatos nas ruas. A explicação encontrada foi que era coisa de bruxas e até hoje ainda há quem acredite que toda bruxa que se preze tem um gato preto de estimação.

A série de histórias que associam o gato preto à felicidade e à sorte também é antiga e extensa.

O escritor Allan Poe – autor de mais de oitenta obras, entre livros e contos – tem um conto, “O Gato Preto”, no qual responsabiliza o animal por uma série de acontecimentos sobrenaturais,

A partir da década de 1880, a cor preta vem sendo associada ao anarquismo e um gato preto em postura de fúria e combate foi adotado como símbolo dessa filosofia política,

E todo mundo conhece uma tradicional empresa de mudanças chamada Gato Preto…

2018-04-30T15:17:25+00:00