A moradia do cão

Por

Pronto, o filhote foi comprado. A família toda está animada com o seu novo membro que haverá de trazer muito prazer – e algumas preocupações – para todos.

Agora será preciso levá-lo para casa. Como ele enfrentará a viagem? Irá enjoar? Vai urinar ou fazer coisa mais “grave” no estofado do carro e deixar um cheiro que dará um trabalhão enorme para ser tirado?

O transporte deverá ser feito da maneira mais tranqüila possível, embora haja o inevitável estresse do calor, do barulho, do movimento, etc.

É importante levar uma toalha onde o animal deitará e que protegerá o estofamento do carro. A cama bonitinha deverá permanecer em casa para evitar que seja suja logo nos primeiros minutos. Uma caixa de papelão ajuda muito e uma gaiola plástica para transporte de animais funciona melhor ainda, além de que será sempre útil na hora de levar o animal ao consultório do médico veterinário.

Um medicamento contra enjôo poderá ser indicado pelo veterinário, principalmente no caso de viagens longas, mas, além do resultado não ser garantido, há profissionais que não aconselham seu uso em animais com menos de 60 dias de idade.

A família chegou em casa com o filhote. Onde ele irá dormir? Onde irá se alimentar? Onde fará as suas “necessidades”? Não há dúvida de que ele necessitará das condições adequadas para que se sinta bem e se desenvolva normalmente, transmitindo um máximo de felicidade e prazer, e incomodando – principalmente os vizinhos – o menos possível.

A adaptação do filhote ao seu novo lar deve começar já nos primeiros momentos após a chegada. Ele deverá ficar dentro ou fora da casa: na varanda, no jardim, no quarto de empregada ou na área de serviço?

Um bom princípio é nunca deixar o filhote fazer aquilo que você não vai querer que ele faça quando for adulto. Preste bem atenção nisso.

Se a intenção – que é a correta – é não deixar que o cão durma na cama do seu filho(a) quando o animal for adulto, então não deverá deixar nunca, nem no primeiro dia.

Se você não pretende deixá-lo subir no sofá quando crescer, também nunca permita isso.

O lugar mais simples para as “necessidades” é um jornal com espessura suficiente para absorver os dejetos. Deve ficar longe do local de alimentação.

Evitar frio, vento e calor, além de um piso que não seja escorregadio, é importante.

2018-03-13T12:44:19+00:00