O ronronar do gato

Por

Diferentemente dos grandes felinos, como o leão e o tigre, a onça pintada e o leopardo, que rugem, os gatos ronronam, ou seja, emitem um som do tipo “Ron Ron” (daí o nome “ronronar”).

Além da intensidade do som, que é muito maior no rugido, este é produzido com a expulsão do ar dos pulmões enquanto o ronronado, ao contrário, os gatos produzem sugando o ar.

E o ato de ronronar não é sinal exclusivamente de prazer, satisfação e bem estar, mas também pode significar a expressão de outros sentimentos, como fome.

O ato de ronronar exige muito pouco esforço do gato (ao contrário do rugido) e isso possibilita que eles fiquem ronronando durante muito tempo.

Há explicações diferentes para o som produzido quando o animal ronrona. As mais aceitas são: vibração das cordas vocais ou das falsas cordas vocais e dos vasos sanguíneos de grande calibre, no peito do animal. Mas há pesquisadores que garantem que o som não é produzido pelas cordas vocais.

O ruído parece com o de um motor diesel em marcha lenta (muito menos intenso, evidentemente).

Faz parte dos prazeres de ter um gato, acariciá-lo no pescoço e encostar o ouvido no seu pescoço ou barriga para ouvir a sua manifestação de prazer.

Gatos doentes não costumam ronronar. Eles tendem a esconder-se e ficar quietos num canto ou debaixo da cama.

2018-06-08T17:16:53+00:00