A velhice do seu cão

Por

Uma das idéias que você precisará levar em conta como proprietário responsável ao comprar ou adotar seu cão é que ele irá crescer, envelhecer e morrer. Com que idade morrerá? Como no nosso caso, dependerá de diversos fatores, dentre os quais a herança genética e a forma como foi criado, têm importância especial. Apenas para dar uma idéia aproximada, pode-se dizer que em média um cão morre aos 12 ou 15 anos. Mas, há caso de cães que vivem mais.

O fato é que eles começam a envelhecer por volta dos oito ou 10 anos. Mas as estatísticas variam bastante.

Para que você proporcione ao seu amigo a boa vida que ele merece, será preciso ficar de olho para os sinais de velhice assim que eles começarem a surgir.

Não permitir que o animal se torne obeso é importante para uma velhice confortável. Excesso de peso força as articulações e a coluna vertebral.

Problemas cardíacos também são comuns. Eles causam cansaço excessivo, língua arroxeada e tosse seca.

A catarata é outro problema comum, mas que tem solução cirúrgica.

Excesso de sede, emagrecimento, perda de apetite, anemia e vômito são sinais de insuficiência renal crônica.

As cadelas podem apresentar tumores de mama.

A diabete é outro problema comum na velhice e a perda dos dentes também. A causa pode ser inflamação das gengivas. Será necessário tratar e dar ração pastosa.

Em resumo, você não deverá se conformar e deixar seu cão meio abandonado, porque ele está ficando cada vez mais velho, e sim prestar atenção nesses sinais que ele vai apresentando, gradativamente, com o passar do tempo, e consultar um médico veterinário, uma vez que diversas providências podem ser tomadas para tornar mais confortável e digno o envelhecimento do amigo que lhe faz companhia há tanto tempo.

2018-02-05T15:53:17+00:00