Representantes do segmento participaram da reunião  

A Comissão Nacional de Aquicultura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) realizou na segunda (25) a última reunião de 2019. Durante o encontro, os integrantes fizeram um balanço do ano e discutiram ações prioritárias para 2020.

Na avaliação do presidente da Comissão, Eduardo Ono, 2019 foi um ano de recuperação dos preços pagos aos produtores. Ações desenvolvidas pela CNA e outras entidades do setor, como a desvinculação de exigência do registro geral da atividade pesqueira na aquicultura para a liberação de crédito e a operacionalização do seguro aquícola foram conquistas importantes.

A definição de um recurso específico para a subvenção da atividade, feita pelo Ministério da Agricultura, e a regulamentação da pequena indústria para o processamento de pescados como prioridade para a elaboração de normativas também são considerados avanços que trarão benefícios a partir do próximo ano.

“Outro projeto prioritário é na área do marketing. Estamos interagindo com entidades que trabalham na promoção do consumo do pescado e, em parceria com o Ministério da Agricultura e a FAO, vamos potencializar campanhas no mercado doméstico”, disse Ono.

Eduardo Ono

A Comissão também vai buscar a inserção dos produtos brasileiros no mercado internacional. Para isso, destaca Ono, a ideia é interagir com a Rede Agropecuária de Comércio Exterior (InterAgro), projeto realizado pela CNA em parceria com a Apex-Brasil, para capacitar produtores em temas relacionados ao comércio exterior.

O chefe da Divisão de Aquicultura Marinha do Ministério da Agricultura, Rui Donizete Teixeira, também ressalta a importância do Plano de Marketing do Pescado.

“A questão das exportações vai ter uma repercussão muito grande, principalmente porque está voltada para o pequeno e médio produtor. Na prática, isso vai, efetivamente, melhorar até a balança comercial brasileira”, afirmou ele.

A coordenadora de Produção Animal da CNA, Lílian Figueiredo, e a assessora técnica, Ana Lígia Lenat, participaram do encontro.

Assessoria de Comunicação CNA