Melhora o cenário para as exportações de carne de frango

Por

As exportações brasileiras de carne de frango renderam US$ 6.5 bilhões em 2018, queda de 9,2% em relação aos US$ 7.2 bilhões reportados no ano anterior, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O Brasil lidera as exportações mundiais de carne de frango.

Em volume, os embarques da proteína tiveram uma diminuição de 5,1% em igual comparação, para 4.1 milhões de toneladas. Em 2018, os exportadores de carne de frango do país foram prejudicados pelas restrições comerciais da União Europeia.

Na esteira das revelações da Operação Trapaça, investigação deflagrada em março do ano passado pela Polícia Federal, o bloco proibiu 20 frigoríficos brasileiros de exportar, a maior parte da BRF.

Além disso, a greve dos caminhoneiros, em maio do ano passado, prejudicou a produção de aves, o que afetou as exportações.

Segundo a ABPA, o cenário negativo começou a se reverter no segundo semestre do ano passado. No período, a média mensal de exportações de carne de frango foi de 377.300 toneladas, o melhor desempenho dos últimos três anos. Com isso, o encolhimento das exportações em 2018 foi atenuada. No primeiro semestre, a queda foi de 13,4%.

“Há uma expectativa de que o bom fluxo obtido no segundo semestre do ano passado se mantenha em 2019”, afirmou, em nota, o presidente-executivo da ABPA, o ex-ministro da Agricultura Francisco Turra. Para este ano, a associação estima que as exportações de carne de frango deverão crescer entre 2% e 3%.

 

Valor

2019-01-04T19:00:15+00:00 04/01/2019|Categories: ABB News|Tags: , |