Desempenho externo das carnes na primeira semana de outubro

Por

O mês começou com recuo da receita cambial das carnes – tanto em relação ao mês anterior, como a outubro de 2017. Neste último caso, a queda é quase imperceptível, de 0,2%. Já em comparação ao mês passado, a redução é mais significativa, de 9,2%.

Isso, entretanto, não significa, necessariamente, que os embarques de outubro corrente serão menores que os de um mês ou um ano atrás. Porque, em essência, o mês é mais longo, com 22 dias úteis, contra 21 de outubro de 2017 e apenas 19 de setembro passado.

É quase natural que, no decorrer do mês, os resultados da primeira semana sofram diluição. Porém, mantida a média desses primeiros cinco dias úteis de outubro corrente, no período podem ser alcançados os seguintes resultados:

– Carne suína: 52.200 toneladas, cerca de 9% e 7% a mais que em setembro passado e em outubro de 2017;

– Carne bovina: 150.000 toneladas, quase o mesmo embarque de setembro passado (150.700 toneladas), mas com volume 26% superior ao de um ano atrás (118.000 toneladas em outubro/2017);

– Carne de frango: perto de 386.000 toneladas de produto in natura – 15% a mais que o exportado em setembro passado e em outubro de 2017, meses em que o total embarcado foi muito similar (pouco mais de 335.200 toneladas).

 

Fonte: AviSite

2018-10-09T16:33:17+00:00 09/10/2018|Categories: ABB News, Colunas|Tags: |