Ferramenta para avaliar a condição corporal do rebanho

Por

O dispositivo surgiu da necessidade do produtor em aumentar a eficiência reprodutiva e de produção de leite do rebanho, eventos que somente melhoram com o adequado manejo nutricional. Vacas desnutridas ou com alimentação desbalanceada produzem menos, possuem pior eficiência reprodutiva e são mais susceptíveis às doenças, principalmente no período após o parto, no qual a exigência nutricional é maior. A soma desses fatores levam à infertilidade e o consequente descarte precoce do animal do rebanho. Além disso, quanto mais especializado na produção de leite é o animal, maior é a exigência nutricional. Dessa forma, podemos observar que para um rebanho obter bons índices de produção leiteira associada a uma adequada performance reprodutiva é necessário que a vaca esteja com suas exigências nutricionais supridas. Assim, para que o produtor possa monitorar a exigência nutricional através da avaliação da condição corporal dos animais é que o Vetscore foi concebido, tornando-se um forte aliado do produtor.

Fertilidade

Atuo na área de reprodução animal na Embrapa Rondônia e sempre convivi com o desafio de aumentar a fertilidade do rebanho leiteiro, entretanto, todos os estudos e a vivência demonstravam que para se iniciar um bom programa de reprodução em um rebanho, era necessário acertar as dietas e o manejo nutricional, caso contrário os protocolos de inseminação e inseminação em tempo-fixo não iriam ter sucesso. Dessa forma, o desafio era desenvolver um método onde o próprio produtor poderia detectar quais animais necessitam de suplementação e/ou melhorar a dieta para que somente depois melhorasse o manejo reprodutivo. Desde a concepção da ideia até o desenvolvimento do dispositivo Vetscore foram necessários quase três anos de estudos e avaliações. Para validar a técnica e o funcionamento do dispositivo foram avaliadas vacas Girolando e Nelore de rebanhos do estado de Rondônia. Por enquanto o método está validado para essas raças, entretanto, ações de pesquisa já estão em andamento para se realizar dispositivos Vetscore para as raças de bovinos Angus, Hereford, Jersey e Holandês, além de ovinos deslanados e caprinos.

O Vetscore é fácil de usar

O aparelho não fornece nenhum número para o produtor e sim um diagnóstico sobre a condição de cada animal

Aparelho simples

O Vetscore é um aparelho simples que mede o grau de deposição de gordura corporal do animal. Vacas de leite, principalmente, passam por períodos críticos de estresse nutricional pós-parto, onde o animal perde condição corporal pela “queima de gordura” depositada. Essa perda de CC leva o rebanho a diminuir o potencial produtivo e afeta drasticamente a performance reprodutiva durante os primeiros meses de lactação. Portanto, o monitoramento da CC durante este período é de suma importância para que o produtor possa adotar medidas de manejo nutricional para reduzir as perdas de CC e, consequentemente, aumentar a lucratividade e o potencial produtivo do rebanho. Neste âmbito é que o Vetscore pode auxiliar o produtor, pois com a utilização dessa ferramenta, ele pode monitorar o estado nutricional do rebanho de forma rápida, simples, barata e precisa. Uma das vantagens do Vetscore em relação ao método tradicional de avaliar CC (visual, subjetivo), é que essa tecnologia é de fácil aplicação e qualquer produtor pode utilizá-la, mesmo aqueles sem o mínimo conhecimento anatômico do animal e/ou conhecimento das exigências nutricionais do rebanho. Além disso, a avaliação da CC através do Vetscore pode ser feita no próprio local de ordenha, pois não há necessidade de uma ampla visão de todo o corpo do animal, como é o caso das avaliações subjetivas “a olho nu”. Estima-se que se o produtor adotar a prática de utilizar o Vetscore quinzenalmente e tomar as medidas nutricionais necessárias para que o animal possa atingir seu máximo potencial produtivo, a produtividade do rebanho pode aumentar em pelo menos 25%.

Outra vantagem do Vetscore em relação ao método tradicional é que ele não fornece nenhum número para o produtor, e sim um diagnóstico sobre a condição nutricional de cada animal. O Vetscore indica se o animal está com CC baixa, adequada ou muito alta, permitindo que o produtor possa tomar a decisão mais acertada para o manejo daqueles animais que se apresentam em CC baixa e muito alta.

Como funciona

O Vetscore é um dispositivo que converte diretamente o ângulo formado entre os dois lados da garupa de fêmeas bovinas em escalas de condição corporal. Ele foi desenvolvido para avaliar a condição corporal exclusivamente de fêmeas, tanto de leite quanto de corte e possui uma precisão de mais de 80%. Para a avaliação, o aparelho deve ser colocado na região da garupa da vaca, aproximadamente na porção média. O Vetscore converte o ângulo formado em três escalas de cores que indicaram o estado nutricional do animal: vermelho, indicando que o animal está abaixo da CC adequada; verde, indicando CC adequada; e o amarelo, indica que o animal está com excesso de gordura. A utilização da escala por cores facilita a avaliação imediata do animal e torna-se mais rápida e prática ao produtor, principalmente ao avaliar muitos animais. Com essas informações em mão e associadas às práticas agropecuárias adequadas, o produtor pode atingir o máximo de eficiência do rebanho e, consequentemente, obter maior retorno econômico.

Por meio do adequado uso da informação obtida com o Vetscore, o proprietário terá o máximo retorno com cada animal. As ações de manejo permitirão, por exemplo, que as fêmeas retornem logo ao cio após o parto e, consequentemente, melhorem as taxas de serviço e concepção logo após o período voluntário de espera (PVE – Período de Descanso do Animal Após o Parto). Se usado adequadamente, essa prática pode ainda representar um ganho na produção de leite do rebanho, pois quanto maior a eficiência reprodutiva, maior será a produção de leite ao longo do tempo. Para citar um exemplo, em vez das fêmeas terem um parto a cada 22 meses – média no estado de Rondônia –, as fêmeas podem ter um parto a cada 14 a 16 meses, se adotadas as medidas nutricionais adequadas.

2018-01-05T17:49:55+00:00