Chimpanzé

Por

O chimpanzé é o primata mais próximo do homem e compartilha conosco mais de 99% dos genes. Isso quer dizer que somos descendentes desse macaco? Não exatamente. O fato é que até quatro a sete milhões de anos atrás nosso tronco, na evolução da espécie, era o mesmo. Noutras palavras: naquela época existia um macaco que originou duas espécies diferentes: o chimpanzé e nós, o Homo sapiens, o que explica termos quase a mesma carga genética. Sem sombra de dúvida temos a mesma origem embora nem todas as religiões aceitem a teoria darwiniana da evolução das espécies, que, entretanto, é fato científico.

O cérebro do chimpanzé é muito evoluído como vêm provando muitas experiências científicas no mundo todo. Eles se comunicam, aprendem muita coisa, usam instrumentos para se alimentar e para se defender dos inimigos e até fabricam chapéus com folhas como proteção da chuva.

O chimpanzé consegue reconhecer a sua própria imagem no espelho e é capaz de se comunicar através de sinais.

Seu habitat natural são os bosques e florestas da África Ocidental e Central.

As fêmeas adultas medem 1,30 e os machos, 1,60 m na média. Chegam a pesar até 70 kg, mas sua força física é muito superior à humana o que pode ser problema quando são criados como animais de estimação. Mas, tratados de forma correta, são muito carinhosos e quando adotados ainda jovens estabelecem ligações estreitas com os membros da família que adotam como se fossem sua.

Tanto os polegares como os dedões dos pés são oponíveis, o que possibilita que peguem e manuseiem objetos com muita facilidade. Em certo sentido, com facilidade até maior do que a nossa, que temos apenas os polegares oponíveis e não somos hábeis em pegar objetos com os pés, habilidade que, entretanto, pode ser desenvolvida como provam pessoas sem mãos que conseguem pintar, escrever e pegar objetos usando exclusivamente os pés.

A gestação das fêmeas é muito parecida com a das mulheres, mas dura um mês menos. Os filhotes mamam até os três anos de idade. A puberdade é alcançada entre oito e dez anos e, em cativeiro e bem tratados, vivem até 60 anos.

Eles são primatas quadrúpedes e embora possam ficar em pé, locomovem-se preferencialmente usando os quatro membros.

São animais de hábitos diurnos e se alimentam basicamente de frutos que colhem nas árvores, mas também gostam de folhas, flores, sementes, alguns pássaros, cupins, formigas, vespas e larvas.

Como acontece na nossa espécie, os chimpanzés têm culturas diferentes, dependendo da região onde vivem, mas o interessante é que eles podem transmitir cultura, ou seja, ensinar aos filhos coisas práticas, como capturar cupins introduzindo e puxando uma varinha no cupinzeiro; quebrar cocos e nozes batendo com uma pedra, e outras técnicas do gênero.

Embora o chimpanzé, principalmente quando adotado ainda novo, e cumpridas as exigências burocráticas do IBAMA, possa ser um excelente animal de estimação e companhia, é preciso levar em conta o fato de que ele cresce e fica muito forte, o que poderá significar riscos.

2018-05-08T15:46:50+00:00