Você vai viajar. Onde deixar o gato?

Por

O gato estranha ambientes novos. Ele não gosta de mudanças. Está acostumado a “cada coisa no seu lugar”. É “dono” do seu ambiente e dos objetos-ai incluídos os móveis-que o cercam. Uma simples mudança na decoração da casa já é motivo de estresse. Até mesmo se ficar cego ele transitará pela casa normalmente, como se estivesse enxergando, sem bater nos móveis. Ele está acostumado com os cheiros de todo o ambiente, inclusive o seu (dele, gato).

O gato é um animal extremamente sensível e de hábitos regulares. Foi daí que nasceu a idéia enganosa de que o gato gosta mais da casa do que do dono.

Mas…você vai viajar com toda a família. E agora?

Se a viagem for de poucos dias, apenas um fim de semana, é suficiente deixar bastante água limpa – fora do sol – e ração (seca), além da tradicional bandeja repleta de material absorvente (para as necessidades), e tudo bem. Mas há gatos que se “vingam” do abandono, mesmo de curta duração, e derrubam objetos, mastigam documentos deixados ao seu alcance, urinam e defecam fora da bandeja e outras malcriações. Portanto, cuidado! Não deixe a escritura ou contrato de aluguel do seu apartamento nem os carnês de contas a pagar em local ao qual seu animal tenha acesso.

Se a viagem for mais demorada será preciso achar alguém para tomar conta do animal, ou seja, dar uma olhada diária, de 10 minutos para ver como andam as coisas e tomar as providências necessárias.

2018-04-30T15:40:25+00:00