China pode habilitar frigoríficos brasileiros

Por

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) afirmou que a autoridade aduaneira chinesa GACC está analisando os frigoríficos brasileiros que foram habilitados a exportar carne para a União Europeia. Segundo a Pasta, isso faz parte do processo de negociação para autorizar novas plantas a exportar carnes ao país asiático.

“É entendimento do Mapa que as negociações com as autoridades chinesas devem ser iniciadas  atendendo ao pleito da GACC, isto é, que sejam incluídos apenas questionários de estabelecimentos que já estejam habilitados para a UE”, disse o ministério em comunicado na quinta-feira (2/5).

Segundo a CarneTec Brasil, o Mapa informou que havia preparado outras três listas de frigoríficos para entregar às autoridades chinesas.

“A Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), que representa pequenos e médios frigoríficos de carne bovina, questionou a exigência dos chineses e reclamou da estratégia de negociação do Mapa em comunicado enviado à imprensa”, indicou a publicação.

Segundo a Abrafrigo, das 24 plantas incluídas na lista a ser apresentada de forma prioritária, 16 são de grandes exportadores que já vendem para o mercado chinês, como a JBS e a Minerva.

“Isso contraria frontalmente o discurso do governo de que democratizaria e criaria maiores oportunidades para empresas de médio porte exportem para a China”, disse o presidente da associação, Péricles Salazar, em comunicado à imprensa.

“O Mapa trabalha pensando no interesse nacional e não no de empresas específicas, sejam elas pequenas, médias ou grandes”, informou o ministério. “Entende, por fim, que todas as empresas que cumpram os requisitos sanitários serão objeto de negociação com autoridades chinesas com vista à eventual habilitação”.

 

Agrolink

2019-05-08T16:26:51+00:00 08/05/2019|Categories: ABB News, Colunas|Tags: , , |